Pensamentos para Reflexão – Parte 1659

O espiritismo é a providência mais eficiente para diminuir os doentes do mundo, uma vez que a saúde e a moléstia são produtos da boa ou má atitude do espírito.
À medida que o ser humano se evangeliza, ele também se torna um paciente mais fácil de ser curado.
No tratamento da saúde humana devemos reconhecer a disciplina e ação de uma Lei Espiritual, que além de substituir gradativamente as técnicas terapêuticas de acordo com o progresso mental e cientifico do ser humano, preocupa-se fundamentalmente com sua maior elevação e cura mental.
O ser humano é tratado no mundo material conforme seu grau de evolução espiritual.

A Lei Cármica atua conforme a disciplina que os semelhantes se atraem, para curar os espíritos faltosos.
O tirano será escravo, o orgulhoso humilhado e o cruel, vítima de outro ser humano autoritário e tirânico, retificando-se em existências futuras, à semelhança de doses pequenas constituídas dos mesmos elementos que causaram a sua enfermidade espiritual.
A Lei do Carma reeduca o espírito faltoso e doente sem violenta-lo, mas proporcionando-lhe a renovação através de ensejos educativos, embora sob a companhia dos semelhantes em que prejudicou no passado, cura o orgulho do espírito submetendo-o deliberadamente às doses miúdas da humilhação, produzidas pelo orgulho ministrado por outros seres humanos orgulhosos e sob a lei de afinidades espirituais.
Leia Mais

Pensamentos para Reflexão – Parte 1658

O medo produz suores frios e a adrenalina defensiva pode fazer eriçar os cabelos, enquanto a timidez faz afluir o sangue às faces causando o rubor.
O ser humano fica mortalmente pálido diante da fera ou inimigo implacável.
A cólera congestiona o rosto, mas paralisa o afluxo de bílis e enfraquece o colérico.
A repulsa ou aversão esvazia o conteúdo da vesícula hepática, cuja penetração na circulação produz náuseas e tonteiras.
Há o eczema produto da cólera ou da injúria depois da intoxicação hepática, cujas toxinas mentais penetram na circulação sanguínea.
A urticária é muito comum naqueles que vivem debaixo de tensão nervosa e das preocupações mentais.
As emoções violentas, de alegria ou desespero, também provocam mortes súbitas pela síncope ou apoplexia.

Todas as partes do corpo físico são afetadas pela influência da mente, através do cérebro humano, cujas ondas de força descem pelo corpo e graduam-se conforme o seu campo energético.
A onda de raiva faz crispar até as extremidades dos dedos; mas a onda emitida por um sentimento de doçura, bondade ou perdão afrouxa os dedos num gesto de paz.
Há grande diferença entre a mão que amaldiçoa agitada por um sentimento de ódio, e a do gesto em que ela abençoa.
Através do sistema nervoso, circulatório, linfático e endocrínico, as emoções alteram profundamente a função normal dos órgãos do corpo físico.
Leia Mais

Pensamentos para Reflexão – Parte 1657

A saúde, como a doença, vem de dentro para fora e de cima para baixo, ou seja, do espírito para o corpo.
Quando Samuel Hahnemann constituiu a homeopatia foi uma ciência muito corajosa para a época, hoje é confirmada no próprio espiritismo, cuja doutrina também se preocupa com a cura do espírito, e consequente saúde do corpo.
Os espíritos superiores nos alertam que a medicina do futuro terá de ser acima de tudo espiritual, sem a corrida e febre somente pelo dinheiro.
Espíritos reencarnaram nos horizontes acadêmicos do mundo, testemunhando o novo ciclo da humanidade, e a renovação moral da sociedade.

A homeopatia, portanto, já é medicina de ordem psíquica, capaz de drenar da mente desregrada os resíduos nocivos dos enfermos, em perfeita simpatia com o espiritismo, que esclarece os seres humanos para agirem de forma positiva, e assim terem mais saúde.
A saúde e a enfermidade são o produto da harmonização ou desarmonização do individuo para com as leis espirituais, que do mundo oculto atuam sobre o plano físico.
Leia Mais

Pensamentos para Reflexão – Parte 1656

A diferença existente entre a personalidade de Moisés e JESUS, é que Moisés foi o fundamento da unificação Divina é médium transmissor dos Dez Mandamentos.
JESUS o mensageiro da verdadeira Lei de DEUS Sublime e Justa.
Por isso, Allan Kardec abandonou todos os conceitos morais de instrutores, profetas e líderes religiosos do mundo, para firmar a codificação espírita na exclusividade amorosa e sadia do Evangelho de JESUS.

A mediunidade não foi inventada pelo espiritismo, pois é tão velha quanto o próprio ser humano.
É uma faculdade originária do espírito e não da matéria.
Em consequência, existe desde que a primeira criatura surgiu no nosso planeta, porque o primeiro ser humano também era um espírito encarnado.
Naturalmente, a sua mediunidade mais nítida dependeu do apuro dos centros nervosos e da sensibilidade do ser humano, que depois se transformou num instrumento de ligação entre o mundo oculto e o mundo físico.
E assim, os espíritos desencarnados iniciaram o seu intercâmbio com o plano físico, logo após a sensibilização suficiente do ser humano.
Leia Mais

Pensamentos para Reflexão – Parte 1655

Ser católico, espírita, protestante, umbandista, teosofista, muçulmano, budista, israelita, hinduísta, iogue, rosacruciano, krisnamurtiano, esoterista ou ateu, não passa de uma experiência transitória em determinada época no curso de elevação espiritual eterna.
As polêmicas, os conflitos religiosos e doutrinários do mundo, não passam de verdadeiras tolices e ilusão, pois só a ignorância do ser humano em não compreender a lei das reencarnações pode levá-lo a combater aquilo que ele “já foi” no passado, ou ainda a de ser em futura encarnação.
É tão impróprio e embaraçoso para o católico combater o protestante, ou o espírita combater o umbandista, como em sentido inverso, pois os seres humanos devem auxiliar-se mutualmente no próprio culto religioso, deve respeitar a preferência alheia, segundo seu grau de entendimento espiritual.

O ser humano ainda não percebeu de que o objetivo mediúnico não tem por finalidade principal a produção de milagres, assistência das dificuldades do mundo material e solução dos problemas humanos que pedem a clareza e a iniciativa pessoal.
Os seres humanos ignoram que à presença dos elevados espíritos obedecem as orientações do Mestre JESUS ao programa de libertação espiritual, em vez de contribuição no sentido de maior satisfação nas atividades transitórias da matéria.
Como no tempo de Moisés, hoje ainda se explora os desencarnados para solucionarem as consequências nefastas das imprudências humanas.
Leia Mais