Pensamentos para Reflexão – Parte 0947

Nós espíritos encarnados temos a Divina Bondade de DEUS, em viver em dois planos de vida ao mesmo tempo, quando estamos no físico esquecemos nossas experiências do passado, e quando estamos dormindo nosso espírito esta no plano espiritual buscando suas afinidades espirituais no caminho do bem ou do mal.
Mas é raro o espírito que aproveita a oportunidade de estar encarnado e modificar suas atitudes negativas perante o mundo, em sua maioria quando estão dormindo ficam nas trevas, e a minoria ficam em planos espirituais sutis, e raros aqueles que vão para planos espirituais superiores para trabalhar em benefício do bem comum, e estudar a realidade do próprio espírito sua evolução.

Trabalhar o orgulho, a vaidade, o egoísmo e o apego aos vícios mundanos são exercícios que exigem persistência, em muitas e muitas encarnações.
Há encarnações em que o espírito avança um pouco mais do que outros; há situações de aparente estacionamento evolutivo, embora o sofrimento vivido acabe por tornar o espírito mais sensível à dor alheia e à própria necessidade de crescimento interior.
Há encarnações chave, em que o espírito iniciará uma caminhada em nova direção, por sugestão de um amigo espiritual que se propõe ajudá-lo, promovendo sua abertura mental para uma nova vida evolutiva.

Sem caridade não há salvação.

Kardec referia-se à caridade no sentido do Amor ao próximo como a si mesmo.
O ser humano tem que ter há caridade consigo mesmo pelo autoconhecimento e autorenovação, e caridade ao próximo, servindo-o amorável e incondicionalmente, cada qual de acordo com seu estágio evolutivo, porém no caminho do esforço individual de autoeducação.

A Centelha Divina habitante em cada ser e a consciência de DEUS, que habita e permeia todo o Universo, tem plena consciência do que podemos alcançar em cada encarnação e em cada estada no mundo espiritual.
Mas caberá a cada um descobrir, por esforço próprio, o ponto em que se encontra e o quanto deverá despender de esforço para melhorar ou para se equilibrar.

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *