Pensamentos para Reflexão – Parte 1700

Embora existindo duas teorias quanto à natureza do corpo de JESUS, a física e a fluídica.
Mas o nascimento de JESUS obedeceu às leis comuns da genética humana.
Seu organismo era realmente físico.
Evidentemente, tratava-se de um organismo isento de qualquer distorção patogênica própria ou hereditária, pois descendia da mais pura linhagem biológica das gerações passadas.
Constituía magnífica expressão anatômica e fisiológica, e o seu sistema nervoso era uma rede hipersensível entre o comando cerebral e os seus órgãos.
JESUS poderia compor um corpo fluídico, idêntico aos já existentes em mundos superiores de outras constelações.
Porém a sua missão no nosso planeta exigia-lhe um corpo igual ao de todos os seus habitantes.
Tinha que ser um organismo tão compacto e vigoroso quanto o reclamam os imperativos do meio onde deveria viver.
A comprovação do corpo físico do Mestre JESUS esta na carta enviada a Tibério pelo senador Públio Lêntulo, quando presidente da Judeia.

A frente do tribunal de Justiça Divina, “a cada um será dado conforme suas obras”, e não segundo a sua crença.
A crença sem obras de benefício ao próximo ou renovação íntima espiritual é como a árvore estéril; desvaloriza-se porque não dá frutos.
No entanto muitos seres humanos que não admitem os atributos messiânicos do Mestre JESUS e o considera apenas um homem incomum, vivem da maneira tão digna a sua existência terrena, que podem ser consideradas à conta dos seus verdadeiros discípulos.

No plano espiritual não existem agrupamentos partidários de um JESUS físico ou fluídico, mas apenas consciências felizes ou infelizes mediante o seu padrão moral.
Se JESUS exigisse um corpo fluídico, semelhante privilégio implicaria na condenação do mecanismo da procriação, mediante a qual DEUS proporciona o benefício da vida humana em nosso planeta.
A Lei Divina da preservação da espécie é um fenômeno tão sublime e digno de respeito como os demais fenômenos ou maravilhas do Universo.

JESUS o Legislador Evangélico estava incumbido de outras tarefas determinadas pela Ciência Cósmica.
Assim como o espiritismo é a síntese iniciática mais fácil à mente do ser humano comum, o Evangelho estruturado por JESUS constitui também a súmula mais compreensível da Ciência Cósmica, para a mente do ser humano.
Quando os adeptos do espiritismo penetram cada vez mais no seu âmago, irão se surpreender com as novas revelações que descobrem; identificadas com todas as ciências ocultas e os ensinos iniciáticos.
Na intimidade do Evangelho estão às máximas pregadas por JESUS se identificam com todas as leis que regem o próprio cosmo.

Leia Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *